Descubra a Música: Vertente Rock

E finalmente, queridos leitores e queridas leitoras do blog… FINALMENTE SAIU! O nosso primeiro texto do projeto Descubra a Música vai ser de uma banda de rock’n roll animal da cidade de Arujá, São Paulo. A banda é a:

Vertente Rock

A banda surgiu em Outubro de 2013 e conta com o Caio Morais no vocal e violão, Rafael Cesar no baixo e o Igor Mainente na batera! O nome Vertente, cuidadosamente escolhido remete ao nome do bairro onde eles ensaiam e pela numerologia contida no nome. Vou deixar vocês com o som autoral deles logo abaixo, só pra entenderem do que to falando!

Vale um destaque também pra fotografia dos caras, comandada pelo fotógrafo Kauê Mainente! Dou um destaque também pra entrevista que eles deram pro Grupo SMI: é só clicar aqui e conferir! E não esqueçam de seguir a banda no instagram -> @vertenterock

banda vertente rock

Nós fomos bastante breves aqui na descrição porque fizemos uma entrevista muito legal com a galera da banda. Pra conferir é só clicar no link aí em baixo e conhecer em detalhes a trajetória dos caras!

Blog: Como surge a banda? Foi uma decisão pensada ou aconteceu de forma natural?

Igor (batera): A Banda surgiu de uma forma meio que despretensiosa… O rafa tocava em uma banda cover e chegou em mim e perguntou se eu estava tocando com alguma banda na época. Eu tinha acabado de sair da primeira formação da banda (Vertente). Nessa época eu estava fazendo um som também com uns outros amigos mais nada muito sério, era uma coisa bem natural haha… (fazer por fazer, fazer por prazer de tocar). Eu e o rafa marcamos de conversar, e trocamos uma ideia em um barzinho aqui da região mesmo e acho que ai começou a nossa caminhada! Haha não tínhamos um nome definido ainda.. muito menos um guitarrista e um vocalista… depois de uns dias consegui um guitarrista pra banda um amigo nosso, E foi de primeira chamei e ele aceitou. Logo depois o rafa convidou um novo primeiro vocalista. Fizemos um mês de ensaios e já tinha conseguido uma pequena apresentação pra gente fazer na Jam da Escola de músicos que frequentei e frequento até hoje.

Fizemos a primeira apresentação na Jam da escola de músicos e já aproveitamos e tocamos a nossa primeira composição, a música “Tudo que eu Faço” e foi massa. Hoje estamos com nova formação, com Caio Morais nos vocais da banda e estamos a procura de um novo guitarrista. E só respondendo a outra pergunta de inicio nos fazíamos por que queria fazer mesmo. Ai conforme o tempo foi passando e as coisas foram acontecendo nós mesmos já começamos a levar mais a sério essa coisa de “banda” mais ainda é uma diversão pra nós pois é o que gostamos de fazer, mas agora com sonhos e objetivos em crescer com nosso som.

Blog: O nome, Vertente Rock, é um nome com algum significado maior? Algo que faça parte da proposta da banda?

Igor (batera): O nome do bairro onde eu moro se chama Vertentes e na verdade essa ideia do nome veio do meu irmão; Estávamos voltando de viagem ai ele olhou pra mim e falou por que não colocam banda vertente?? Pensei que seria uma ótima ideia! Acredito muito em numerologia também e fiz umas contas de doido com minha mãe e o nome Vertente significa “o inicio” na numerologia e já que a banda estava surgindo ai resolvemos deixar esse nome, além de Vertente ser uma nascente de água uma coisa que esta surgindo…

Mais isso tem um grande significado principalmente pra mim porque é onde eu moro e onde tem o QG da banda.

Blog: Eu tenho família em Arujá, mas não conheço muito a cidade. A visão de quem é de fora é que não é uma cidade muito agitada, principalmente no quesito música. Vocês acham que é uma sensação honesta, que realmente falta música na cidade ou talvez é uma percepção só de quem não conhece?

Igor (batera): Vou dizer o que eu realmente penso sobre: cara para tocar aqui em Arujá é complicado principalmente se for tocar musicas próprias pois os donos de casas de shows tem muito receio de colocar uma banda que só toque musicas próprias como nós; Mas não discordo de você a cena da música aqui na região é fraca ainda e precisa de muito investimento ainda. De uns dois anos pra cá que apareceu muita gente fazendo som e isso me deixa muito feliz e com o sentimento de que a música ainda esta viva nas pessoas e essa galera faz a diferença!

Blog: Aproveitando o gancho da questão anterior, eu queria saber um pouco de vocês das dificuldades pra se fazer música! A Vertente Rock encontrou muitas dificuldades? Ainda encontram?! Poderiam citar alguma situação que ilustre?

Igor (batera): Cara já passamos por perrengue e isso acho que sempre vai ter. Já tocamos em um lugar que o cara prometeu dividir o valor arrecadado com os ingressos com a banda e no final não ganhamos nada. Nesse dia todo mundo ficou muito abalado, hahah! Mas faz parte temos que tirar os momentos bons!

Ainda temos dificuldades em achar lugares pra tocar principalmente porque o rock é muito rejeitado ainda por casas de shows, e olha que nem tocamos o rock pesado!

Blog: Quais são as influencias de vocês, musicalmente falando?

Rafael (baixo) e Igor (batera): Os integrantes da banda tem influencias em vários estilos como Rock, MPB, Reggae e vários outros! Mas algumas de nossas principais influencias são: Charlie Brown Junior, Djavan, Bob Marley, Detonautas, Nx Zero, Green Day, Jack Johnson, Nirvana, Dead Fish, Fresno, Legião Urbana, Foo Fighters, Red Hot Chili Peppers, The Beatles, The Strokes, CPM 22, Jota Quest, Capital Inicial e Tim Maia!

Blog: A Banda Vertente traz composições próprias, o que hoje é bastante raro! Vocês acham que isso dificulta ou facilita o caminho?

Cesar (baixo): Nossa proposta sempre foi composições próprias, e esse é um caminho bem mais difícil na nossa opinião, mas achamos importante pois se trata de mostrar quem somos e passar a mensagem que temos, estamos nesse caminho a um ano, é pouco mas o que já vivemos nessa caminhada até aqui, já podemos dizer que é um caminho difícil, por varias questões sendo uma a desvalorização da musica independente, mas não é impossível, continuamos porque acreditamos e amamos o que fazemos, e vamos chegar lá, se Deus quiser.

Blog: Falem um pouco do papel da internet na rotina de vocês. É importante ou nem tanto?

Cesar (baixo): A internet é super importante para qualquer banda hoje em dia, seja independente ou não. Para nos é algo que nos sustenta no dia-a-dia, fonte de informações e comunicação, divulgação de trabalhos e shows. É algo completamente necessário, acho que tudo que acontece em volta da banda, devemos primeiramente a Deus, a nosso trabalho, publico, e depois a internet.

Blog: O que vocês acham da distribuição gratuita de músicas pela internet? Acham que é algo saudável pra quem ta começando?

Cesar (baixo): Sim, sem duvida isso ajuda muito a divulgação do trabalho e se consegue ter uma base de como se esta indo também com a musica chegando com essa facilidade aos ouvintes. Achamos saudável e importante, sabemos também da parte ilegal que se tem pela internet também se tratando de musica, mas para quem é independente como nós é uma aliada muito forte.

Blog: No cenário atual do rock nacional, tivemos recentemente a volta da Rádio Rock, que trouxe o bordão “Viva o Novo, viva o rock”, e junto, trouxe o programa/projeto “Temos Vagas”, que busca justamente descobrir novos talentos do rock nacional. Como enxergam tudo isso? Como vocês avaliam a saúde do rock nacional nos dias de hoje, e o que acham desses projetos? Já participaram de algum?

Cesar (baixo): Curtimos muito a volta da radio rock, e achamos esse projeto uma grande oportunidades paras as bandas independendes. Apoiamos quem toma essas iniciativas pois há muitos talentos na musica que não se tem o valor que merece. Por questões internas da banda não conseguimos participar desse projeto, mas já participamos de outros que apoiam bandas independentes para mostrarem seus trabalhos. Com relação a saúde do rock nacional hoje, para nos que vivemos o rock estamos por dentro de tudo que acontece e nossa visão é que com valorização necessária o rock estaria em alta, pois se tem muita coisa boa, mas por falta de oportunidade de visibilidade acaba sempre deixando aquela de que o rock morreu, o que é uma grande bobagem.

Blog: Pra encerrar, eu queria agradecer imensamente a participação de vocês e pedir pra que deixassem um recado pra galera que quer seguir o mesmo caminho!

Cesar (baixo): Agradecemos a oportunidade, e gostaríamos de dizer que o caminho é longo e difícil, mas se o amor pela musica sempre falar mais alto, vale a pena continuar sonhando e acreditando, mas claro, sempre correndo atrás e disposto a enfrentar todas as situações que aparecerem, pois nada cai do céu, é isso que nos faz continuar e o que temos para passar para a galera que esta no começo também! Obrigado!

E é isso ae galera! Espero de coração que tenham curtido essa primeira etapa do projeto e até a próxima! E não se esqueçam de indicar as bandas de seus brothers e afins! 😉

Anúncios

Participe! Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s