O que houve com os MMOs?

O post de hoje é muito um pouco diferente, pois é focado em jogos, especialmente em MMORPGs. Na verdade, é especificamente para se falar sobre o sumiço (ou não) deste estilo, que com certeza, já fez parte da vida de todo gamer. A ideia aqui não é falar especificamente o que é o jogo (quem não sabe, favor consultar esta página). Agora, o que é bacana mesmo de falar, é de como o game evoluiu, e em que pé estamos hoje.

MUD Games

Acredite ou não, a foto acima se trata de um game… mais especificamente de um MUD Game, ou MUD (multi-user dungeon), que mais especificamente ainda, se trata de um RPG jogado com textos. A parada foi evoluindo, evoluindo e evoluindo, até que chegamos nos MMOs, que mantém a essência mas ilustra as ações. Seja em 2D (like a Tibia) ou 3D (like a World of Warcraft) o gênero conquistou milhões de fãs pelo mundo e conseguiu se manter ativo em um mercado cada vez mais competitivo.

Quando eu pergunto “O que houve com os MMOs”, eu quero saber daquela febre que víamos a alguns anos atrás, quando as Lan Houses dividiam seus computadores entre os players de Counter Strike e os de MU. Quando ainda ouvíamos conversas do tipo “porra, você não sabe o loot que eu perdi”.

Daimonin Stoneglow Print

A minha teoria, é que o MMO em si vem perdendo espaço para jogos de outro estilo, mas que possuem elementos de RPG. Hoje, independente da forma que é categorizada o game, sempre teremos algo para evoluir, algum equipamento para melhorar, algum nível para passar, quests que te darão alguma recompensa quando concluída e coisas do tipo.

Outro fator importante para a queda do estilo, foi a defasagem de suas Engines, e jogos que antes eram considerados belos, hoje podem ser vistos como retrô. Estes jogos, os principais, ainda possuem jogadores (muitos por sinal), mas perdem o mercado dos novos jogadores, que estão cada vez mais ligados aos gráficos e menos interessados em jogabilidade. Dentro deste contexto, sobrevive os jogos com a comunidade mais fiel, e que de fato contribui para que o jogo se mantenha (e evolua). Neste ponto, podemos sim voltar a citar Tibia, que apesar de ser um jogo considerado retrô, ainda é taxado como um jogo de “gráficos porcos”. A questão a ser levantada, é que esse jogo só se mantém online ha 18 anos (quase 19), por conta da comunidade apaixonada, que se mantém viva no game. O mesmo exemplo serve para World of Worcraft e afins.

Tibia

Portanto, acho que consigo resumir o post dizendo que na verdade, não são os MMOs que estão em baixa, porque os bons e velhos, persistem. Quem anda forçando a barra é o mercado, que lança jogos cada vez mais espetaculares, com enredos fixos, que atraem cada vez mais jogadores (incluindo novos jogadores), mas que não conseguem manter uma comunidade ativa, porque talvez, não seja interessante mercadologicamente falando. Isso gera cada vez mais, jogadores que querem sempre novidades gritantes, gráficos míticos, mas pouca dificuldade, porque ter que pensar… vish, aí é demais!

Anúncios

Um comentário sobre “O que houve com os MMOs?

  1. Parabéns pelo texto Cordeiro.

    Realmente hoje em dia pensar é difícil, jogos como Tibia são clássicos que para algumas pessoas como eu nunca morrerão mas infelizmente em um futuro não muito distante eles não irão mais existir, vai ser difícil manter o público pois o mesmo uma hora para de jogar. É uma pena ver a massa “gamer” de hoje, pra mim gamer é aquele que corre atrás de desafios e fica horas fazendo algo para atingir seu objetivo, não esses “gamers” de hoje que pegam um jogo pelo gráfico não ficam sabendo da história jogam duas horas e passam pra outro lançamento.

    Um grande abraço e até o próximo post!

    Curtir

Participe! Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s