E agora Brasil?

Temos acompanhado – e participado – a dias a onda de protestos por todo o Brasil. Um choque de patriotismo que atingiu a nossa geração em cheio e nos fez sair da nossa zona de conforto para finalmente ir as ruas e lutar.   Mas pelo que lutamos? Por vinte centavos? Não, não foi por vinte centavos. Foi porque finalmente entendemos que precisamos de escolas e hospitais no padrão FIFA. Precisamos de tanto dinheiro investido nas bases do nosso país quanto está sendo investido na copa do mundo.

Hoje tivemos a primeira vitória com a redução da tarifa, mas ainda falta muito. Estamos vivendo um momento histórico, onde acredito ser o início de uma nova mentalidade. Talvez seja muito cedo para se falar em mudanças, mas podemos ter certeza que aqueles que estão a frente, que “estão no poder” levaram um grande susto ao ver que o povo acordou. Estamos com o poder, estamos mostrando quem manda. É o início do fim de uma era onde o povo teme seus governantes para o início de uma era onde os governantes temem seu povo. Sei que falando desta forma soa extremista demais, mas a grande verdade é que a situação que deixamos a coisa chegar É extremista demais. Não se pode mais deixar passar crimes cometidos na cara dura. Não se pode mais tolerar a impunidade daqueles que destroem a sociedade em prol do benefício próprio. E mal começamos com toda a bagunça e já presenciamos uma cena inusitada: Nunca se viu Brasília com tanta gente honesta! 

Tem bastante coisa acontecendo nos últimos dias, coisas boas principalmente, mas o podre sempre fala mais alto. Não deveria ser, mas é. Vemos a mídia dando foco para a “violência nos protestos”. Temos sessenta mil manifestantes mas se trinta vandalizam todo o foco muda para eles. Temos também pessoas que consideram isso uma afronta a Pátria, e para piorar temos pessoas bem muito bem instruídas que não concordam com nada disso ou não acreditam que vá da em alguma coisa.

Para que tais pessoas não tenham razão, não podemos deixar o movimento esfriar. Não podemos perder o foco. Mas pera aí, qual era o foco mesmo?

O foco é mudança. A minha sugestão é que todos nós comecemos a fazer a nossa parte como cidadão no sentido de entendimento. Precisamos saber aonde estamos entrando, precisamos de conhecimento. Conhecimento é Poder! Então por que não começar pedindo o  fim da PEC 37 ? Por que não pedimos mais investimentos nos pilares da sociedade? 

Anúncios

Participe! Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s